O site da HumorCity utiliza cookies. Saiba mais sobre nossas Políticas de Cookies clicando aqui. Ao navegar você concorda com a sua utilização.
Saiba mais sobre os cookies em nossa Advertência Jurídica e Políticas de Privacidade

SABIA QUE O LEITE PODE NÃO SER BOM PARA A SUA SAÚDE?

SABIA QUE O LEITE PODE NÃO SER BOM PARA A SUA SAÚDE?

Desde cedo, nossos pais, a mídia os programas de televisão nos mostram que é preciso tomar bastante leite para ser saudável, ter ossos fortes e afastar possíveis problemas no futuro. Mas, quando algumas instituições resolveram analisar
Antes de qualquer coisa, sabemos que o cálcio é fundamental para a saúde do corpo, principalmente dos nossos ossos, e não podemos negar que o leite conta com grandes quantidades de cálcio. Mas as boas notícias param por aí.
Apesar do cálcio, o leite contém uma série de outras coisas que fazem mal para o corpo, especialmente no caso dos leites integrais. O leite integral e muitos derivados são ricos em gorduras saturadas, que dificultam a manutenção de um peso saudável e ainda podem danificar a estrutura óssea.

“Os laticínios têm sido considerados alimentos saudáveis, mas esse é um mito infeliz”, comenta T. Colin Campbell, professor emérito de Nutrição Bioquímica na Cornell University.

Diversas evidências

Para demonstrar que o consumo do leite não é assim tão benéfico quanto parece, a Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvarddesenvolveu uma pesquisa que busca avaliar a eficácia do leite no combate de algumas doenças, como a osteoporose. Os pesquisadores envolvidos no estudo revelam que não existe nenhuma correlação positiva entre a dose diária de leite e laticínios ingerida por uma pessoa e a prevenção do desenvolvimento de osteoporose. Os especialistas vêm trabalhando com dados coletados ao longo de 25 anos.

Além disso, um outro estudo analisou a condição de 72 mil mulheres bebiam leite. Foi descoberto que aquelas que bebiam dois copos de leite por dia estavam mais suscetíveis a apresentar enfraquecimento dos ossos do que aquelas que bebiam apenas ocasionalmente.
Algumas das pesquisas que buscaram descobrir os efeitos do leite no nosso organismo revelaram descobertas ainda mais assustadoras. Um estudo publicado no periódico Journal of the National Cancer Institutesugere que pacientes vítimas de câncer de mama têm mais chances de sobreviver quanto menor for a ingestão de leite. Para esta pesquisa, os especialistas se concentraram nas gorduras presentes no leite. Curiosamente, outros tipos de gorduras saturadas não surtiram efeito na taxa de mortalidade, apenas as gorduras dos laticínios demonstraram um impacto direto.

De maneira semelhante, outros estudos demonstraram a relação entre a ingestão de leite e o desenvolvimento de câncer de próstata. Assim como as pacientes com câncer de mama, os homens que bebiam menos leite apresentavam um risco estatisticamente menor de apresentar a doença. Ainda, como ficou comprovado em outros estudos, os pesquisadores puderam demonstrar que o consumo de leite por parte de homens e mulheres tem uma relação muito pequena com o surgimento da osteoporose.

Ao analisar um panorama mais amplo, os pesquisadores puderam concluir que aqueles que evitam a ingestão de leite e suprem suas necessidades de cálcio em outras fontes apresentam taxas estatisticamente mais baixas de colesterol. No mesmo sentido, nos países em que o consumo de leite de vaca é mais expressivo é que estão os maiores índices de fraturas ósseas.

Mas, depois de ler tudo isso, você deve estar se perguntando: se o leite e seus derivados realmente não são tão bons assim para a saúde, o que é preciso consumir para manter os níveis ideais de cálcio no organismo?

 
Na hora de responder a essa pergunta, os médicos são praticamente unânimes. Em diferentes fontes, os profissionais recomendam a ingestão de vegetais verdes – como couve, brócolis e acelga-chinesa – que são ricos em cálcio. Além de serem excelentes fontes de cálcio, esses vegetais ainda contêm vitaminas importantes (como a vitamina D e a K), com a vantagem de que as folhas não apresentam altas taxas de gordura, como acontece no caso do leite.

Envie seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE